farinha, feijão e carne seca

As diferentes formas de ocupação do território brasileiro determinaram o modo de produção e aproveitamento dos alimentos, assim como o modo de se alimentar no Brasil colonial, em geral baseado na miscigenação de culturas e na agricultura de alimentos nativos para subsistência (como no caso do planalto paulista); na agricultura de exportação (como no caso de quase a totalidade das terras litorâneas e da ocupação do norte da colônia); ou na coleta de alimentos, temperos e frutos silvestres (no caso da ocupação amazônica).

Baseada em dados historiográficos e nos relatos de cronistas e viajantes do período colonial, Paula Pinto e Silva desenha os modos de se alimentar e produzir alimento e determina, no tripé FARINHA, FEIJÃO E CARNE SECA, as bases da alimentação no Brasil colonial.

Confira o livro na íntegra pelo link aí embaixo:

SILVA, Paula Pinto e. FARINHA, FEIJÃO E CARNE SECA

 

No link abaixo tem um resumo da obra, caso interesse.

http://www.historiaehistoria.com.br/materia.cfm?tb=alunos&id=100

 

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s